15 de dez de 2010

Clamor Desesperado



Tenho vivido, acredito que uns dos piores dias, se não os piores dias da minha vida. Tenho assistido inerte a minha decadência espiritual. Não sei o que tem acontecido, apenas sei que não encontro forças pra orar, ler a Palavra... enfim... não consigo mais fazer aquelas coisas que nos fazem sobreviver em Deus... ouvir e faler com Deus: Relacionamente.

Tenho persebido que a origem está num determinado pecado que sei bem qual é, mas e daí que sei... sei tanta coisa, mas nada do que sei faz sentido nesse momento.

Espero que seja apenas uma fase e que passe logo. Não aguento mais!
Pra quem estiver lendo, saibam que escrevi essas palavras não pra ouvir sermões, mas pra que vc entre na brecha por minha vida. Esse é um clamor desesperado! O Senhor procurou alguém que se colocasse na brecha e a ninguém achou (Ez. 22). Não é de palavras que preciso... aliás se soubesse o que preciso não escreveria tudo isso aqui me expondo ainda que pela parede da internet.

Temo pelo que o próprio Jesus disse lá em Mateus 7:21. Temo porque expulsei demônios, profetizei, curei enfermos, falei em novas liguas, mas não quero ser apartado do Senhor. Alguém quer?

Alguém poderia falar em reputação. O que preciso não é de aparência! Quem vive disso?! De aparência não se vive, sobrevive.
Como é ruim viver desonhado pelo pecado, indigno, sem moral. Ainda dizem que é difícil viver em santidade. Que mentira do inferno! Difícil é viver no pecado. Isso sim é difícil. Quem já provou da vida de Deus, não se conteta com nada menos que uma vida distante do pecado.

É assim que me sinto nesses dias.

Ah Irmãos! Me ajudem em oração e jejum.

Por APC Leandro